BLOG

DO JUSTINOFILHO

Imperatriz na Política, esporte e comunidade
.......

"Deixe um elefante amarrado e...veja só o que acontece"

Detalhe...olha só como o elefante de força absurda fica "vulnerável" à uma simples e frágil estaca
Seus meninos, recebo muitos emails e fico analisando muito certas paródias e chego as minhas conclusões. Mais acho que todos aqueles que se sentem amarrados, devem usar a criatividade para chegar onde quer ou deseja. Muitos se mantem amarrados a amores, trabalhos, política e outros. Acho que todos tem que se desamarrar de certas correntes. Eu vivo a vinte e cinco anos "amarrado" e não quero me desamarrar jamais, já que sem ela não vivo. Logo em seguida, veio o "grande vinte" e dez anos depois dele chegou o "pequeno 14"... Agora só quero largar eles quando DEUS me chamar, mais e voce como está?



Você já observou elefante no circo, durante o espetáculo? O enorme animal faz demonstrações de força descomunais. Mais, antes de entrar em cena, permanece preso, quieto, contido somente por uma corrente que aprisiona uma de suas patas à uma pequena estaca cravada no solo.
A estaca é só um pequeno pedaço de madeira. E, ainda que a corrente fosse grossa, parece óbvio que ele, capaz de derrubar uma árvore com sua própria força, poderia, com facilidade, arrancá-la do solo e fugir. Que mistério!!! Por que o elefante não foge? Perguntei a um adestrador e ele me explicou que o elefante não escapa porque está amestrado. Fiz então a pergunta óbvia. Se está amestrado, por que o prendem? Não houve resposta! Há alguns anos descobri que, por sorte minha, alguém havia sido bastante sábio para encontrar a resposta: o elefante do circo não escapa porque foi preso à estaca ainda muito pequeno. Fechei os olhos e imaginei o pequeno recém-nascido preso, naquele momento, o elefantinho puxou, forçou, tentando se soltar.
E, apesar de todo o esforço, não pôde sair. A estaca era muito pesada para ele.
E o elefantinho tentava, tentava e nada. Até que um dia, cansado, aceitou o seu destino, ficar amarrado na estaca, balançando o corpo de lá para cá, eternamente, esperando a hora de entrar no espetáculo. Então, aquele elefante enorme não se solta porque acredita que não pode.
Jamais, jamais voltou a colocar à prova sua força. Isso muitas vezes acontece conosco!
Vivemos acreditando em um montão de coisas "que não podemos ter", "que não podemos ser", "que não vamos conseguir", simplesmente porque,quando éramos crianças e inexperientes, algo não deu certo ou ouvimos tantos "nãos" que "a corrente da estaca" ficou gravada na nossa memória com tanta força, que perdemos a criatividade e aceitamos o"sempre foi assim".
De vez em quando sentimos as correntes e confirmamos o estigma: "não posso", " é muita terra para o meu caminhãozinho", "nunca poderei", "é muito grande para mim!" A única maneira de tentar de novo é não ter medo de enfrentar as barreiras, colocar muita coragem no coração e não ter receio dearrebentar as correntes! Vá em frente! Arrebente suas correntes!
Vá em direção a um novo mundo de possibilidades!

Recebi por e-mail de Josué Prates & Regina GomesPsicologicamente Falando Anexo Reflexo – Terapias Psicológicas.

# Compartilhar

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

1 comentários:

  1. Essa foto do japão se fingindo de triste ficou legal.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.